Vou-me embora para Cuba.


Vou-me embora para Cuba
Lá sou amigo de Fidel
Lá tenho a mulher que quero
Com ou sem véu

Vou-me embora para Cuba
Vou-me embora para Cuba

Aqui não sou feliz
Lá a existência é uma aventura
De tal modo inconseqüente
Que Che Guevara
Se hoje estivesse vivo
Seria um de seus residentes

Me desprenderei das amarras do capitalismo
Estarei onde os pobres são menos pobres
E os ricos menos ricos

Vou-me embora para Cuba
Em Cuba tem tudo o que preciso
É outra civilização
Não se curva às potências mundiais
Muito menos esquece de seus ideais

Mas quando eu estiver mais triste
E de noite ter vontade de me matar
Lembrarei que sou amigo de Fidel
E que lugar melhor não há

Vou-me embora para Cuba
Antes que alguém descubra

Anúncios

Sobre Alex Miranda

Diz minha mãe que já percebia minha habilidade pra redação publicitária desde cedo, na culinária, quando me empolgava a cada sopa de letrinhas. E não é que a sopa deu um caldo?
Esse post foi publicado em Cuba, Manuel Bandeira, Pasárgada. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s